terça-feira, 2 de abril de 2013

Podemos ser quem quisermos.


Sabemos da necessidades de sermos e deixamos de fazê-lo. justificam-se os meios e comodismo que não nos permitem uma nova vida! Anos passa-se, e a mesma rotina comportamental.
Quando cutucada, isolam-se, e se protegem.
 Muitas vezes agem com pessoas pelas quais não lhe cabem as culpas decorrentes de suas marcas na "alma".
Saberes obtidos em quantidade, porém existe um mar revoltoso que destrói pouco a pouco a casa feita na pedra. 

Adquirimos opiniões como coletas e a todo tempo somos influenciados pelo que vemos, ouvimos, sentimos e pensamos. Fáceis de sermos atraídos como crianças mirando doces ou por uma bola, que quando se tem brinca, quando se perde chora.


Ser adulto não significa obter maturidade. Existem reflexos da infância que devem ser superados, pois criam marcas. Em nossas rotinas do dia a dia, quantas vezes não somos atraídos pelo agradável e como bonecos dominados e manipulados pelo mal.  E quando erramos, temos vergonhas de nós mesmos. Quantos erros por poder, ganância, traição, enganos. Os pecados refletem como no filme jogos mortais. E se fosse como você? Sairia  vivo de um jogo mortal?



A satisfação das provas de doçuras é enorme e não importam os resultados.  Esquecemos que ao consumirmos muitos doces poderemos adquirir 'diabetes' que de brinde nos trazem sequelas para os restos de nossas frágeis vidas.


É assim o pecado, ele vem em lindos pratos, agradável aos olhos e mal para o coração. (Simples assim)







Existem muitos soberbos,  egocêntricos presos pelas teias do passado. É como choque, tocou na ferida, reage, e quem gostaria de ser tocado na ferida? Não é certo fazê-lo, porém não se enxerga para que sentido se vai e por amor muitos tentam lhe abri a mente. Ninguém pode suportar fardos transmitidos  e não questiona-los! pois para tudo tem um por quê!
 
Fugir da realidade não altera as consequências. 
Reconhecer que mesmo antes de nascer Deus, já  sabia de tudo em sua vida e sempre planejou algo a ela. Vir e viver sem propósito não existe. Viver para crescer, estudar, trabalhar, reproduzir e morrer? Fácil, fácil! Como é fácil gostar de coisas e pessoas que somente nos agradam. Mas, o mundo não gira ao nosso redor. Viver é mais desafiante que isso.

Antes mesmo de existir reality show, existiu sempre o celestial que não é exposto na televisão como os "realitys". Porém, é visto bem mais do que qualquer tecnologia cara e questionada sobre esse nosso Planeta e aos seus arredores. Este, diagnostica o coração e pensamentos.  E deles conquistará sua salvação. Não nascemos por acaso. E o reality da vida é uma conquista após findá-la. O livre arbítrio é concedido e cabe a cada um escolher sua trilha.
Cita a inexplicável Bíblia e seus mistérios, pelos quais demais questionamentos, nunca serão revelados e saberemos somente naquele grande DIA. Com Deus não se brinca e somos uma folha em suas mãos. 
Existem dois caminhos;
Caminho estreito - Apertado,espinhoso, muitas renúncias, verdadeira felicidade, compaixão, amor, família, verdade, humildade, perdão, dignidade, honra, valores e etc. Neste caminho é realizado teste de aptidões a todo hora e só ficam os que vencerem as lutas contra sua própria carne. Porém para o pecado há perdão e recomeços.
      Caminho largo  - Fácil, cheio de fantasias, atraente, muitos amores, beleza, ganância, mentira, adultérios  flertes, traições, engano, luxuria, egocentrismo, poder e etc. Não precisa de testes de aptidão. 
O dia 28, sugere um ser aparentemente nítido, cheio de experiencias que não importam. Reflete marcas passadas não curadas, infância perdida, vitima de um aprendizado oriundo do próprio lar. A vontade de crescer e anseios por necessidade o fizeram ser como hoje. Optou por uma vida, e nela entrou, afastou-se do seu criador, ele o antigo levita do Senhor. Entrou num mundo antes desconhecido, e nele fora atraído, por não esperar as promessas de Deus, quanto mais se conhecia mais se afastara.

Existem coisas que não se explicam e ligações não compreendidas por nenhum Homem. Reter o que é bom,  devemos tentar.

Mas a cada tempo o que se admirava, afunda-se, porém deve-se perdoar.
 Hoje percebo que não importa o quanto eu me importe. Não importa !

Procurou-me e achou me. Prometeu-me deixar cuidar, mas vem o mal de Alzheimer reforçado com fúria, por suas escolhas.  
Ruim são as consequências. Salvo se não segura-lo em seu coração. ( O que desejo). Mas como ajudar? Não poderemos se não nos permitirem! Deus não invade vidas obrigando-os a servi-lo, como faz o mal que invade, tira sua inocência, cega, segura e te afasta do caminho certo.
Não permita-me julgar.  Mas, Deus é o único que renova a alma.  
Cada um escolhe o caminho que vai trilhar. Livre arbítrio. Deus é tão cuidadoso que decorrente de nossos erros. Ele sempre coloca alguém em nossas vidas para de alguma forma ajudar ou nos fazer recordar.


Deus é tão piedoso que mesmo em nossas fraquezas, alvos e sonhos, ele nos concede nossos desejos e nos responde. 
O que Ele dá é bom mesmo nós não sendo merecedores. 
Deus é tão misericordioso, que ama o pecador, não seus atos.
Esse amor é incondicional e não se compram. Deus diz que podemos sonhar, Deus prova a nós seu amor e diz sobre amar ao teu próximo como a TI MESMO. 
Deus nos permite fazer prova dele, nos dízimos (Bíblia). 










Uma alma vale muito para Deus e você é responsável por aquele que cativas. (Referência, filme um amor para recordar).
Pode ser que meu amor tenha ficado escondido, porém, eu sei que ele ainda existe.

Postar um comentário