quinta-feira, 23 de julho de 2009

Cidade proíbe água engarrafada


“A água é o petróleo do século”. A frase foi pronunciada durante o Fórum Econômico Mundial, em janeiro do ano passado, por Andrew Liveris, presidente da mega indústria química americana Dow.

E ele pode estar certo, já que:

- mais de um bilhão de pessoas não tem acesso a água potável;
- só em 2007, foram investidos U$325 bilhões em serviços de fornecimento de água e tratamento de esgoto no mundo e
- no mesmo ano, a venda de água engarrafada atingiu os U$91 bilhões.

O negócio da vez foi o que motivou uma empresa de bebidas a querer explorar um reservatório subterrâneo da pequena cidade australiana de Bundanoon, carinhosamente chamada de Bundy.

A intenção era levar a água para Sydney, engarrafá-la e trazer o produto de volta para o interior, revendendo por um preço mais alto.

A população, de 2.500 habitantes, se irritou com a decisão da empresa – tanto por motivos financeiros quanto pelo impacto ambiental gerado pela operação – e decidiu fazer uma campanha contra o consumo de água em garrafa, com o nome de "Bundy on Tap", que significa "Bundy na torneira".

Agora é lei: Bundanoon é a primeira cidade do mundo em que é proibida a venda de água engarrafada.

Turistas não serão punidos por descumprir a determinação, mas haverá um forte incentivo para que optem pela garrafa reutilizável, que terá o logo da campanha. Bebedores na rua principal da cidade devem matar a sede da galera.
Fonte: superinteressante
Postar um comentário